Tudo o que Precisa de Saber Sobre o Cancro da Mama

O que é o Cancro da Mama?

Considerado a segunda causa de morte mais frequente das mulheres, é um tumor maligno que se desenvolve no tecido mamário, muitas vezes com a aparência de uma massa dura e irregular que é descoberta através da apalpação, devido à sua consistência. Apesar de não haver uma causa em específico, esta patologia pode desenvolver-se com um encontrão violento. Por isso, as mamas devem ser muito protegidas, tanto pelas mulheres como pelos homens. Os tipos de cancro na mama mais frequentes são os carcinoma ductal e o carcinoma lobular.

cancro mama

Factores de Risco Para Esta Doença

Como em todas as patologias, existem alguns factores de risco que devem ser levados em consideração:

À medida que os anos passam, a probabilidade de ter cancro da mama aumenta. A faixa etária com um risco maior é a dos 60 anos para cima. Depois da menopausa, principalmente, o risco é maior;

Se já teve este tipo de tumor numa mama, é mais provável que tenha na outra, do que se nunca tiver tido em nenhuma. Caso haja alguém que tenha tido cancro da mama na família, a probabilidade de que lhe seja diagnosticada a patologia é maior;

Uma gravidez depois dos 31 e um anos aumenta o risco de cancro da mama;

Uma alimentação baseada em alimentos gordurosos;

Raça – As mulheres caucasiana têm mais probabilidade de desenvolver este cancro, do que as latinas, asiáticas ou africanas;

A inactividade física é outro dos motivos que podem levar a que lhe seja diagnosticada a patologia;

Mulher com uma densidade mamária grande, correm um risco maior, também.

Sintomas

Como todas as doenças, o cancro da mama apresenta sintomas muitas vezes não visíveis. No entanto, os principais motivos para que desconfie de um possível tumor na mama são os seguintes:

Caso apareça um nódulo ou a mama endureça. A axila também pode ser alvo desta patologia, mas como faz parte da mama, é preciso que apalpe e esteja atento também a esta zona do corpo;

Caso o tamanho ou o formato da sua mama mude de forma irregular, consulte o médico;

A coloração ou alteração na sensibilidade da pele mamária, incluindo na aréola, pode ser um sintoma desta doença;

Muitas mulheres apresentam como sintoma um corrimento anormal no mamilo, que por vezes pode ter a presença de sangue;

A retracção da pele mamária ou da pele do mamilo, pode ser uma indicação, também, de que algo não está bem;

Caso apresente alguns desses sintomas não comece logo a pensar no pior. Apenas consulte o seu médico ginecologistas ou de família e faça o despiste do cancro da mama.

Tipos de tratamento

O cancro da mama quando diagnosticado, tem cura. Existem vários tipos de tratamento aconselhados pelos médicos, consoante o estado de avanço da doença, que vai do nível um ao nível cinco. Assim serão aconselhados um dos seguintes tratamento:

Quimioterapia – Administração de químicos através da implementação de cateteres na veia;

Radioterapia – Tratamento do cancro através de métodos por radiofrequência.

Este dois são os mais frequentes devido a ser mais invasivos e, consequentemente, mais bem-sucedidos na eliminação do cancro da mama.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)


Deixa o Teu Comentário